no ar desde 1998

 

Problemas das Glândulas Anais

 


Podemos observar em alguns cães, mais frequentemente em cockers e poodles, a tentativa desses animais de esfregar o ânus no chão, tentar morder ou lamber a região perianal. Esse comportamento também pode ser verificado, mais raramente, nos gatos. Pode parecer apenas uma coceira ou irritação, mas a medida em que o animal começa a ficar impaciente com essa "coceirinha", é hora de ficar atento a uma inflamação comum nessa região.

Localizados na região do ânus, os sacos anais são duas bolsas que abrigam um par de glândulas. Essas glândulas são responsáveis pela produção de um líquido de cor castanha, muito fétido, cuja função principal é comportamental, isto é, os animais se identificam através desse cheiro.

A drenagem desse líquido é natural e ocorre durante a passagem das fezes. No entanto, essas glândulas podem inflamar, levando o animal a um enorme desconforto para defecar.

As causas da inflamação são várias: obstrução do orifício de passagem da secreção, excesso de secreção, drenagem insuficiente, etc.. A região anal fica muito inchada e dolorida à palpação.

O animal sente-se incomodado e, por esse motivo, esfrega o ânus no chão, lambe ou tenta morder a região. O processo pode evoluir para uma infecção e formação de fístulas (aberturas na pele por onde o líquido - pus, secreção e sangue - irão sair).
 
O tratamento consiste em retirar todo o líquido acumulado, fazer uma lavagem e desinfecção dos sacos anais e administrar medicamentos adequados (antibióticos, antinflamatórios...). O processo pode voltar e para evitar a recidiva, devemos proceder à drenagem dessas glândulas periodicamente. A drenagem deve ser feita pelo veterinário, quinzenalmente, ou durante os banhos, desde que o profissional ou mesmo o dono do animal esteja treinado para realizar o procedimento.
 
Existem animais que apresentam a doença de forma crônica o que compromete sua qualidade de vida. Nesses casos, o tratamento cirúrgico com a remoção das duas glândulas é indicado.

Silvia Parisi
publicado no site
www.webanimal.com.br

   

Veja também:

- Vacinação
- Como examinar seu cão no dia a dia?
- Emergência Veterinária

Em casos de emergência NÃO DEPENDA DA INTERNET. Tenha sempre o telefone do seu veterinário de confiança ou consulte a lista de serviços veterinários e hospitais 24 horas.

Fale com a Gente

 
  Compartilhe
o Dogtimes
 

 

 


Voltar ao topo da página


  © COPYRIGHT M&M Arte Soluções Web  LTDA 1997-2014
Este site, suas fotos e textos, tem seus direitos autorais protegidos por lei.
É proibida sua reprodução parcial ou total sem autorização expressa e por escrito.