Golden Retriever - Guia de Raça de Cachorro - Dog Times
 

 

 

 
Personalidade Problemas comuns à raça Sobre o Golden Retriever O Filhote Padrão  
   

A origem precisa do Golden Retriever é incerta, mas a maior parte dos registros aponta que o Golden Retriever foi desenvolvido a partir da metade do século 19, por um criador escocês, chamado Sir Dudley Majoribanks (Lorde de Tweedmouth), que buscava um cão de porte médio, excelente faro, habilidade para buscar a caça tanto na terra como na água, inteligente, obediente, fácil de treinar e calmo.

Para conseguir este resultado, várias raças foram cruzadas, entre elas o Flat-Coat, o Tweed Water Spaniel (raça já extinta), Labrador, Setter Irlandês e Bloodhound.

O Golden Retriever é um cão robusto, de pelagem média e dourada e possui uma inconfundível meiguice de expressão. Por estas características, conquistou multidões e hoje é a segunda raça em número de filhotes registrados no Japão e terceiro na Inglaterra. Nos EUA fica na quarta posição.

No Brasil, a raça tem vivido na última década uma enorme expansão, similar à popularidade do Labrador, o que tem preocupado sobremaneira os admiradores e criadores da raça, que pode sofrer a mesma decadência de outras raças que cairam no ´gosto´ do mercado e viram desaparecer suas principais qualidades, com prejuízo principalmente para quem admira o temperamento fantástico e sua versatilidade, aliados a um porte elegante e uma aparência majestosa.


Personalidade

Talvez a principal característica do Golden seja a inteligência e a vontade de agradar ao dono acima de qualquer coisa. É a quarta raça no ranking de inteligência para obediência, entre 133 analisadas por Stanley Coren em seu livro "A Inteligência dos Cães".

Muito observador, possui grande facilidade para entender o que se quer dele e associar causa e conseqüência de seus atos. Por isso mesmo, o Golden é usado em diversos países como guia de cegos e auxiliar na terapia de doentes físicos e mentais.

Por seu excelente faro, advindo da seleção dos cães para a função de recuperação da caça, muitos são usados pelas polícias para farejar drogas e por sua constituição física, podem atuar como resgate de sobreviventes em desastres.

Manso e boa índole, pode até assustar pelo tamanho, mas faz amizade com todos, sendo afetuoso com estranhos e mesmo com outros cães convive sem problemas. Extremamente paciente e amoroso, é uma excelente companhia para as crianças com quem brinca sem nenhuma restrição. Por sua índole amorosa, o Golden não se presta para a função de guarda.

Versátil, o Golden adapta-se perfeitamente ao estilo de vida do dono, até mesmo com locais pequenos. Quanto está em casa, procura sempre a proximidade dos familiares, mas da mesma forma pode ficar apenas deitado num canto observando o movimento ao seu redor.

Apesar de não ser um cão hiper-ativo, o Golden está sempre disposto à atividade, especialmente se for com o dono... Sua excelente resistência física faz com que possa acompanhar sua família em qualquer atividade, como passeios, caminhadas ou provas de agility. É um cão que precisa e adora fazer exercícios, além de ser um exímio nadador.

O pelo deve ser escovado com freqüência para que se mantenha saudável e bonito. Na época da muda, que ocorre de 6 em 6 meses, deve ser escovado com mais freqüência, evitando que perca pelos pela casa.


O Filhote

Quando filhote, o Golden tem uma grande energia e sua pelagem parece mais a de uma ovelhinha, não sendo lisa como nos adultos.

Brincalhão, desde cedo já demonstra suas habilidades em seus jogos de "caça" e na facilidade do aprendizado de hábitos de higiene.

FILHOTE(S) DO SOUTH ISLAND KENNEL

Para que se desenvolvam bem, não apenas física mas emocionalmente, os filhotes devem ser educados desde cedo. Por sua inteligência e enorme desejo de agradar aos donos, os filhotes respondem muito bem às aulas de adestramento.


Problemas comuns à raça

Como todas as raças que experimentam um salto na sua popularidade, o Golden Retriever enfrenta os problemas típicos da criação irresponsável, principalmente os relacionados a cruzamentos geneticamente não-recomendados.

Um dos mais graves problemas genéticos do Golden é a displasia coxo-femural. Caso vá adquirir um filhote, certifique-se de que os pais tenham sido examinados e que tenham sido aprovados pelas radiografias. A displasia só pode ser diagnosticada com certeza quando filhote tem mais de 12 meses através de raios-x.

Além da displasia, o Golden, assim como o Labrador, sofre de algumas doenças genéticas que atacam a visão, causando perda progressiva até chegar à cegueira: a Catarata, que ocorre quando o cristalino - parte interna transparente do olho - torna-se opaco; e a Atrofia ou Displasia da Retina, uma degeneração das células da retina.

   


.


Fale com a Gente